“Fazei de mim um instrumento de vossa paz!”

Usado na Páscoa, no Natal, nas Festas do Senhor, nas Festas de Nossa Senhora e dos Santos, exceto dos mártires. Simboliza alegria, ressurreição, vitória, pureza e alegria.

26/04/2018 - Ano: C
Cor Litúrgica: Branco (Saiba porque!)

“VOCAÇÃO: UMA ESCOLHA DO CORAÇÃO

A palavra vocação origina-se do latim “vocare”, que significa “ chamar”. Deus chama suas criaturas à existência, chama-as a uma união plena com Ele. Esta é a vocação de todo o universo. Há também a vocação humana universal. Deus, nosso “Sumo Bem”, quer que toda criatura humana chegue à plenitude, por isso, convida a todos, insistentemente, para buscá-Lo e serem “santos e irrepreensíveis” (Ef 1,3). E há a vocação cristã, também universal. Deus cria tudo, “por Cristo, com Cristo e em Cristo” (Rom, 11,36). Cada cristão é convidado a cristificar sua vida e o mundo até que “Cristo seja tudo em todos” (Col 3,11). Todos somos membros da Igreja pelo batismo, mas alguns são chamados a viver essa vocação de maneira específica, vivendo o Evangelho no meio do mundo e a comunidade ajuda o vocacionado a ouvir a voz de Deus, sendo instrumento de mediação entre Ele e a pessoa.

Na comunidade dá-se então o surgimento da Pastoral Vocacional. O Pároco apoia e dinamiza, os religiosos e os leigos (casais, solteiros e jovens) motivam e incentivam os vocacionados. O Objetivo Geral da Pastoral Vocacional é possibilitar o surgimento e o acompanhamento de todas as vocações presentes na Igreja:

  • Leigos (as) (matrimônio, solteiros e os ministérios);
  • Ministros ordenados (Diáconos, Padres);
  • Religiosos (as);
  • Vocações Missionárias.

Como Objetivo Específico, a Pastoral Vocacional desempenha a função de dinamizar a comunidade eclesial integrando todas as pastorais, promovendo atividades que auxiliem os fiéis, em especial os jovens, a descobrir, assumir e desenvolver a vocação a que
Deus os chamou.

Fotos Pastoral / Movimentos