“Fazei de mim um instrumento de vossa paz!”

Usado na Páscoa, no Natal, nas Festas do Senhor, nas Festas de Nossa Senhora e dos Santos, exceto dos mártires. Simboliza alegria, ressurreição, vitória, pureza e alegria.

18/06/2018 - Ano: C
Cor Litúrgica: Branco (Saiba porque!)

Nasceu em 1400 em Sevilha na Espanha.Diogo amava uma vida solitária desde sua juventude e quando resolveu ser um eremita ele se suportava tecendo tapetes. Mais tarde tornou-se um irmão  franciscano em Arizafa. Embora ele não tivesse tido uma educação formal ele era procurado pelos seus sábios conselhos que refletiam uma notável percepção da vida cristã. Enviado como missionário para as Ilhas Canárias em 1422.

Tornou-se Superior da Comunidade em Fortaventura e converteu muitos com suas  pregações e seu exemplo. Voltou a Espanha sem ser sido atacado ou machucado, fato extremamente raro na época.

Foi chamada a Roma em 1450 para a canonização de São Bernardino de Siena,  mas uma epidemia se alastrou entre os franciscanos e São Diego trabalhou para tratar seus irmãos até a exaustão, e milagrosamente não contraiu a doença.

Morreu em 12 de novembro de 1463 em Alcalá, Castilha , Espanha de causas naturais. É muito venerado na Espanha, na América latina,  em especial no Perú e na Argentina.

Foi canonizado em 1588 pelo Papa Sixtus V.